Publicada em: 29/11/2019 13:44

Interatividade: Stand da UEA na fesPIM apresenta projetos desenvolvidos na instituição

Interatividade. Este é o conceito do stand da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) na Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM). O espaço apresenta projetos desenvolvidos na instituição como bioprótese, biojoias, ecopainel, jogos educativos para desenvolver a psicomotricidade e plantas da região pesquisadas no laboratório da UEA.

O evento iniciou na quarta-feira (27) e encerra nesta sexta-feira (29), no Studio 5, localizado na avenida Rodrigo Otávio, 3555, Distrito Industrial, zona sul de Manaus.

Para a diretora da Agência de Inovação da UEA, Kátia Meirielle, durante a feira, o visitante se informa sobre como a UEA pode contribuir para o desenvolvimento do Amazonas. "A nossa participação está bastante interativa e o objetivo é aproximar a UEA da indústria, da comunidade e mostrar uma UEA mais humana e que está de portas abertas para fazer parcerias", salientou.

Plantas - A aluna do curso de Biologia da UEA, Mayara Laudelino da Silva, é uma das participantes do stand da UEA. Mayara atua no Laboratório de Sementes da Escola Superior de Tecnologia da UEA e destaca a importância da mostra das plantas pesquisadas no laboratório. "Sabemos que a Amazônia tem sofrido com a degradação dos habitats, além da perda de parte da floresta. Essas espécies que trabalhamos no Laboratório têm uma germinação e crescimento muito rápido. Então, são importantes para fazer a regeneração de áreas degradadas", explicou.

Jogos - Um dos pontos mais concorridos entre os visitantes do stand da UEA na fesPIM é o dos Jogos Interegeracionais Sustentáveis da Amazônia produzidos com resíduos de madeira e sementes, principalmente o tucumã. A professora do curso de Educação Física da UEA, Flora Mara Machado, explica que os jogos foram produzidos por acadêmicos de Educação Física da UEA do município de Fonte Boa. "O objetivo é estimular o uso inteligente dos materiais, promover a capacidade cognitiva de crianças, jovens e idosos, além da socialização e interação das pessoas e materiais pedagógicos para professores. Também estamos de acordo com a Agenda da ONU 2030", relatou.

Palestras - Durante os três dias da fesPIM, a UEA promoverá palestras relacionadas a indústria, tecnologia e sustentabilidade. Na quarta-feira (27), foi a vez da palestra sobre "Pesquisa, Inovação Tecnológica e Empreendedorismo na Amazônia", com o professor Antonio Mesquita; e "Cadeia Produtiva: Bióprotese de Pé e Tornozelo de Madeira Laminada de espécies da Amazônia", com a professora Marlene Araújo; e a palestra "Moeda Criptografada Sustentável", com Derek Sidi. Nesta quinta-feira (28), às 15h30, a palestra "Uso de Vants no Monitoramento da Floresta", com o professor Jair Max Fortunato Maia; "Cidade Inteligente: construções sustentáveis", com as professoras Valdete Araújo e Carla Calheiro; às 16h30 acontece a palestra "Jogos Sustentáveis na Amazônia", com a professora Flora Mara; às 17h30 acontece a palestra "Palafitas Sustentáveis", com as professoras Valdete Araújo e Diana Costa.

No último dia da feira, sempre às 14h30, serão apresentados os projetos "Impacto das relações interestaduais e internacionais dos produtos florestais não-madeireiros sobre a estrutura produtiva no Amazonas", com Lorena Pires Castro; "Nível de eficiência do Programa Bolsa Floresta nas Unidades de Conservação do Amazonas: uma análise envoltória de dados", com Loiseane Santos Correira; "Uma análise de insumo-produto do setor madeireiro do Estado do Amazonas", com a professora Elane Conceição de Oliveira; "O potencial da agroecologia para a agricultura familiar no Amazonas", com Edigelson Braz Chaves; "Emissão de gases de efeito estufa: uma análise do consumo de combustíveis fosseis e renováveis do setor de transporte no Brasil e na Amazônia Ociental", com Arney Rayol Moura.

Sobre a fesPIM - A Feira de Sustentabilidade do Polo Industrial de Manaus (fesPIM) é um projeto pioneiro e tem por conceito aliar sustentabilidade e tecnologia, incentivando iniciativas sustentáveis para geração de emprego e renda. O projeto busca mostrar a importância do PIM não somente para a região amazônica, mas para todo o país em relação ao desenvolvimento econômico a partir do uso de recursos naturais de maneira correta.

O Polo Industrial de Manaus (PIM) é o principal pilar da preservação ambiental do Amazonas, conservando 96% da floresta amazônica, além de manutenção de aproximadamente 86 mil empregos diretos. A Suframa e o Instituto Piatam são os responsáveis pela realização da Feira.

Texto: Jacqueline Nascimento/Ascom UEA
Fotos: Jacqueline Nascimento/Ascom UEA

ITENS ASSOCIADOS