Publicada em: 16/11/2020 16:57

UEA inicia cursos de Microscopia Eletrônica de Varredura, Confocal e de Imunoflorescência

A abertura dos cursos aconteceu na manhã desta segunda-feira, de maneira remota, pela plataforma Zoom e reuniu o Reitor da Universidade do Estado do Amazonas, Cleinaldo Costa, a Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, Maria Paula Gomes Mourão, o Diretor da Escola Superior de Ciências da Saúde (ESA), Diego Regalado e, de forma online, o professor titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Wanderley de Souza, além da presença da doutora Emile Santos Barrias, do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnolgia - INMETRO, e do doutor Makoto Enoki Caracciolo, do CMABio.

"Nós iniciamos esse programa para instituir, dentro da Universidade Estadual do Amazonas, um grande centro de pesquisas biomédicas, obviamente, com objetivo de dar um apoio às pesquisas, e mais do que isso, sobre um centro multidisciplinar que permitisse apoiar as pesquisas nos raios e instituições do estado do Amazonas e alguns temas que irão integrar as atividades dessas instituições", disse o professor Wanderley.

Ainda de acordo com o professor, o projeto previa criar um centro de equipamentos e um conjunto de grupos temáticos. Wanderley destaca que ao longo de todo esse período, a equipe trabalhou para captar recursos, conquistar pessoas, para que o projeto definitivamente se tornasse realidade.

"Como a realidade desse projeto que se deu início em 2014, seis anos depois, o que nós temos é uma unidade de equipamentos com usuários que contam hoje com todo o aparato necessário que colocamos na primeira fase de prioridades: um microscópio confocal, um microscópio de varredura ambiental e de microanálisede raios-X, esses dois em pleno funcionamento, e um microscópio de transmissão, que acabou de chegar à UEA e que está aguardando apenas agora um agendamento com a empresa para instalação. Podemos afirmar que a UEA é o principal centro de microscopia da região norte do país", enfatizou.

A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, disse que "no Centro Multidisciplinar de Estudos de Fenômenos Biológicos da UEA, houve uma primeira ação de formação da inauguração do laboratório e, a partir desse ano terá início uma nova série de cursos de formação, onde o público-alvo são técnicos que trabalham no laboratório, mas também técnicos que trabalham em outras instituições, alunos de pós-graduação dos cursos de mestrado e doutorado, que tenham atividades envolvendo a microscopia, nossos docentes de todas as unidades da UEA, que possam ter interesse em atividadesde microscopia e pesquisadores de outras instituiçõesde pesquisa do Amazonas".

Para Diego Regalado, Diretor da ESA/UEA, é importante fazer um resgate e comemorar o primeiro ano de vida do CMAbio e que, mesmo durante a pandemia, não reduziu a sua capacidade de atendimento.

"Aproveito a oportunidade para agradecer ao professor Cleinaldo pelo apoio, ao professor Wanderley por essa parceria com a UFRJ e INMETRO, e dizer que estamos muito contentes com essa parceria, com o curso que começa hoje. Estou muito contente também com as inscrições. O número de profissionais inscritos hoje, uma média de 139, mostra a necessidade da região em se estudar e ensinar mais a respeito dos métodos da microscopia", salientou.

De acordo com o reitor da UEA, Cleinaldo Costa, sobreviver a duas crises econômicas de grande porte e passar por esse momento difícil para Amazonas, por causa da Covid-19, não desanimou a equipe do CMAbio.

"O CMABio foi uma ideia do professor Wanderley que vem dando muitos frutos, muitos resultados nas pesquisas aqui da Amazônia. Certamente será uma oportunidade enorme de desenvolvimento para a nossa região. Laboratórios de estrutura de célula, de ciência experimental, que já estão na agulha, e precisamos começar trabalhar sobre o laboratório de bioinformática, imediatamente, alavancar recursos para 2021 e que esse curso fique completo e possa atender a comunidade de forma multiusuária Esse é um desejo antigo que começa a criar corpo e energia.", finalizou Cleinaldo Costa.

Texto: Cristina Magda/ASCOM UEA
Foto: Evandro Fernandes/ASCOM UEA

ITENS ASSOCIADOS