Publicada em: 18/11/2020 14:08

UEA participa de pesquisa sobre saúde mental de universitários brasileiros

Com o objetivo de desenvolver um diagnóstico epidemiológico da saúde mental dos estudantes de graduação de cinco universidades públicas brasileiras, professores da Universidade Federal do Rio Grande (FURG) elaboraram a pesquisa intitulada "Saúde Mental do Estudante de Graduação no Brasil: Um Estudo Multicêntrico". Entre as cinco universidades participantes de cada região do Brasil, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) representa o Norte.

A pesquisa leva cerca de 20 minutos para ser respondida e conta com questões sobre aspectos socioeconômicos, demográficos e comportamentais, bem-estar psicológico e acadêmico e comportamentos frente a pandemia da COVID-19. O coordenador geral do estudo, o pesquisador Lauro Miranda Demenech, conta que a pesquisa vem sendo elaborada desde antes da pandemia, e está bastante conectada com as necessidades e preocupações dos acadêmicos. "Um diferencial dessa pesquisa é o caráter multicêntrico, incluindo diversas realidades demográficas, culturais, sociais e econômicas. A partir dos resultados da pesquisa poderemos ter uma fotografia de como está saúde mental dos alunos, construindo intervenções para promover saúde, prevenir desenvolvimento de transtornos psicológicos e até organizar recursos para propor tratamento adequado dentro do contexto universitário", afirma.

A coordenadora local do projeto e professora da UEA, Sônia Lemos, destaca a importância de os alunos do Norte participarem da pesquisa, pois o estudo auxiliará no entendimento das questões potencializadas pela vivência da pandemia e os efeitos dela na formação universitária. "Por isso, é necessário que os estudantes respondam até o final para que seja possível produzir o conhecimento necessário e assim desenvolver políticas e estratégias para o enfrentamento das questões trazidas pelo estudo", enfatizou.

Sobre a pesquisa

A partir dos resultados obtidos, serão mensuradas as proporções de estudantes com depressão, risco de suicídio, ansiedade social e generalizada, com níveis elevados de estresse e com comportamento sexual de risco e o uso de álcool, tabaco e outras drogas. Além disso, a pesquisa permitirá que os pesquisadores identifiquem a influência de características socioeconômicas, culturais, demográficas e migratórias, na ocorrência dessas problemáticas, bem como o impacto da pandemia da COVID-19 na saúde psicológica dos graduandos de forma geral.

Entre as cinco universidades participantes, além da UEA e FURG, constam a Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e a Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), cada uma representando uma região do Brasil. Os resultados serão divulgados através de artigos científicos, seminários e palestras, matéria para jornais locais e nacionais e relatório final que será entregue para as administrações das instituições participantes. O trabalho foi apreciado e aprovado pelo Comitê de Ética da Universidade, garantindo que os direitos e dignidade dos alunos sejam conservados.

Para participar, acesse o questionário pelo link ou aponte a câmera do celular para o Código QR, ambos disponíveis abaixo.

ITENS ASSOCIADOS