Publicada em: 27/01/2021 11:45

Em parceria com Oceânica, curso de Engenharia Naval da UEA lança simulador de embarcações

Fruto de uma parceria entre a Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e a empresa especializada em projetos de engenharia naval, Instituto Oceânica, o recém-lançado Simulador Sucuri surgiu para suprir, principalmente, às demandas de empresas de navegação, terminais, portos e outros envolvidos em operações portuárias. O simulador de embarcações permite o treinamento constante de comandantes em estações de simulação, que podem ser instaladas em quase qualquer lugar, desde computadores pessoais até estações "full mission bridge".

Como ele funciona?

A flexibilidade da plataforma permite adequar os custos com as operações e necessidades dos usuários. Essa flexibilidade faz com que o sistema seja utilizado por pequenas empresas de navegação e companhias maiores de navegação e portos de grande circulação. Dessa forma, é possível transformar um notebook em um simulador que reproduz fielmente o comportamento das embarcações em cenários modelados com visual e condições ambientais extremamente fiéis à realidade.

O comportamento das embarcações é extremamente importante para os resultados obtidos serem aderentes às situações reais. No Sucuri, todas as embarcações são modeladas através de provas de rios, ensaios em escala reduzida ou baseados em bancos de dados já existentes com embarcações semelhantes. Além do visual, o cenário contempla a batimetria, visibilidade e condições ambientais, como vento, onda e correnteza. A aplicação correta destas características do cenário, aliadas aos modelos fiéis das embarcações, resulta em um sistema robusto e confiável de simulação e treinamentos.

De acordo com o coordenador do Curso de Engenharia Naval da Escola Superior de Tecnologia (EST/UEA), professor José Sansone, o simulador é destinado às empresas de navegação em geral. "Temos um convênio com o Instituto Oceânica desde 2019, e será disponibilizado para o curso de Engenharia Naval da EST em breve, para treinamento externo com relação a comandantes de embarcações, bem como prática", explicou.

Agradecimento

O professor ainda declara a importância de agradecer aqueles que contribuiram significativamente no lançamento do Simulador. "Sou grato ao Diretor da Oceânica Dr. Daniel Cuevas, ao Gerente Regional Dr. Afonso Cabrera e ao Prof. Dr. Barreda, que deu início a está parceria, por acreditar no Curso de Engenharia Naval, como indutor do desenvolvimento de tecnologias para mudar o status quo, na maior bacia hidrográfica do mundo."

A parceria afirma que em breve promoverão uma Live com os atores mais importantes desta área de navegação interior. Para mais informações e conferir a versão demo do Sucuri, acesse o link em anexo.

Texto: ASCOM/UEA.

ITENS ASSOCIADOS