Publicada em: 24/02/2021 13:49

UEA realiza abertura da Pós-graduação em Saúde Coletiva

Com a proposta de ser o fio condutor para aprofundar o conhecimento técnico e acadêmico na saúde coletiva no contexto amazônico, aliado ao desenvolvimento de competências e habilidades, a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), em parceria com os grupos de pesquisa do Instituto de Medicina Social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (IMS-UERJ), realizou na manhã desta quarta-feira (24/02), em solenidade virtual, a Aula Inaugural do Programa de Pós-graduação em Saúde Coletiva (PPGSC).

O processo de cooperação entre as duas instituições inclui a qualificação de docentes em nível de doutorado capazes de atuar na articulação entre pesquisa e cooperação técnico-científica no campo da Saúde Coletiva, a partir de uma perspectiva crítica e reflexiva, de acordo com as prioridades de pesquisa do Brasil e das demandas e necessidades das políticas públicas, com destaque para o SUS.

Em discurso, o Reitor da UEA, Cleinaldo de Almeida Costa, destacou que é necessário pensar o compromisso de responsabilidade social de uma universidade muito jovem. "A UEA é uma universidade que abre seus 20 anos completados em agosto, com um curso de Pós graduação em Saúde Coletiva, isso é muito importante para a saúde desse Estado. Temos um curso pensado na saúde da população de forma permanente. Quero agradecer ao esforço das pessoas que construiram essa proposta de forma coletiva e a fizeram acontecer. Sou muito feliz em participar desse momento histórico da criação desse programa. Um programa que entra na ética de planejar a saúde de forma inteligente, de planejar o Sistema Único de Saúde (SUS) numa região quem tem uma geografia muito peculiar e que precisa ser entendida e respeitada".

A Pró-Reitora de Pesquisa e Pós-Graduação da UEA, Maria Paula Gomes Mourão, pontuou a importância do curso para a garantia da continuidade da qualificação e formação do quadro profissional do Amazonas. "Hoje temos na UEA a oportunidade de formação completa dentro da área de saúde coletiva. Eu acredito no trabalho, no esforço, na dedicação e na superação de cada um envolvido nesse processo. Penso que a UEA e a UERJ foram visionárias ao entender que a saúde coletiva é uma prioridade na Amazônia", enfatizou.

Sobre o curso

O PPGSC propõe-se a promover um conjunto de atividades que possibilitem a formação de egressos aptos para atuar como docentes e pesquisadores no campo da Saúde Coletiva, que contribuam com a produção de conhecimento teórico, epidemiológico e na gestão em saúde. O corpo docente é atualmente constituído por 19 docentes, sendo 14 da UEA e 5 da UERJ.

A Pós-graduação estrutura-se em uma área de concentração, Saúde Coletiva, e três linhas pesquisas: 1) Distribuição e determinação dos agravos em saúde na região amazônica; 2) Política, Planejamento e Gestão em Saúde e; 3) Diversidade sociocultural das práticas e direitos na saúde na região amazônica: atores, contextos institucionais e relações com os saberes.

O curso de mestrado acadêmico em Saúde Coletiva da UEA foi reconhecido pela Portaria do Ministro de Estado da Educação no 540 de 15 de junho de 2020, cuja proposta de curso, submetida no primeiro semestre de 2019, foi recomendada na 190ª Reunião do Conselho Técnico-Científico da Educação Superior - CTC-ES da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ¿ Capes (novembro de 2019).

Texto: ASCOM UEA

ITENS ASSOCIADOS