Publicada em: 11/05/2021 13:56

Livro sobre Estratégias para Redes Ópticas é publicado por professor da EST/UEA

Como resultado de pesquisa realizada durante a vigência da gratificação de produtividade, o professor da Escola Superior de Tecnologia da Universidade do Estado do Amazonas (EST/UEA) e da Escola Normal Superior (ENS/UEA), Rodrigo Choji, publicou um livro na área de Engenharia e Telecomunicações. Intitulado "Estratégias de Sobrevivência para Redes Ópticas Translúcidas", a obra foi elaborada em conjunto com o engenheiro da Computação pela UEA, Etzel Chaves Oliveira Santos.

O livro apresenta um estudo sobre duas abordagens clássicas utilizadas em situação de interrupção de serviço. Os métodos são aplicados para garantirem a continuidade das chamadas em uma infraestrutura baseada em WDM (Wavelength Division Multiplexing). Essas duas abordagens são as estratégias proativa (proteção de caminho compartilhado) e a reativa (restauração por caminho). Para as duas abordagens o nível de translucidez da topologia de rede varia de 0%, rede totalmente óptica, até 100% dos nós translúcidos.

O professor Rodrigo explica que para solucionar o problema de atribuição de comprimento de onda é preciso utilizar os algoritmos de menor caminho, menor número de saltos, menor congestionamento e degradação da relação sinal-ruído. Quanto à problemática de distribuição de regeneradores, são considerados os algoritmos de primeiro grau do nó e predição da qualidade de sinal. Já para análise e avaliação do desempenho das estratégias citadas, são adotadas as métricas de probabilidade de bloqueio, taxa de proteção etc.

"Para o esquema de proteção de caminho compartilhado em rede óptica translúcida é observado que a sua adoção não altera a taxa de proteção e de probabilidade de bloqueio, se comparada a uma rede óptica transparente. Porém, se a taxa de vulnerabilidade for levada em consideração, há uma redução significativa. Por outro lado, os resultados apresentados pelo algoritmo de restauração por caminho para Redes Ópticas Translúcidas, se comparados aos obtidos para uma Rede Óptica Transparente, indicam a garantia de uma maior capacidade de sobrevivência à infraestrutura, sobretudo para cargas maiores", explica o professor Rodrigo.

Sobre a pesquisa

A proposta da pesquisa era desenvolver algoritmos de roteamento, atribuição de comprimento de onda e modelos matemáticos adequados à sobrevivência de redes ópticas, ou seja, definição de estratégias que garantissem resiliência contra falhas de comunicação para infraestruturas ópticas de alta capacidade. Ao longo da pesquisa, constatou-se que os estudos poderiam ser focados em redes ópticas translúcidas.

O livro pode ser adquirido pelo de e-mail rcfreitas@uea.edu.br ou no site da Editora Appris, pelo link abaixo.

Texto: Guilherme Oliveira / ASCOM UEA

ITENS ASSOCIADOS